sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Bonne Fin de Semaine!

E quem sabe um pouco de ação na cozinha...


Beijos!

Créditos da imagem e onde comprar esses lindos posts: https://www.etsy.com/ca/listing/17907936/stacked-to-perfection-i-heart-kitchens?ref=shop_home_active_9
Print Friendly and PDF

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Linguine com Pesto de Salsa


Fazer home office tem suas vantagens. Trabalhar em casa, sem precisar dirigir, enfrentar congestionamentos, se arrumar toda e andar de salto alto durante mais de 8 horas por dia, me pareceu muito atrativo desde o início. E na verdade é! Porém, tudo tem dois lados e fazer um pedaço do seu lar um escritório, também traz alguns contratempos. A falta de contato com outras pessoas é o que mais me incomoda. Não encontrar conhecidos (e também desconhecidos) pelos corredores, dar bom dia ao entrar no elevador, ao passar pela recepção do prédio, fazer um pequeno break para tomar um café com os colegas de trabalho...e claro, os famosos almoços de sexta-feira me fazem muita falta. 
Outra grande desvantagem é que muitas vezes eu perco o horário do almoço pois começo uma atividade e quando vejo, já passam das 13h e ainda tenho que procurar algo na geladeira para esquentar ou sair para comer algo na rua...mas tem dia que a preguiça é grande e eu simplesmente não quero sair de casa e enfrentar as altas temperaturas que o verão québecois tem nos oferecido.

Mas, como tudo tem uma solução, para dias como esses eu sempre recorro as massas e suas variações! E a de hoje foi um delicioso pesto de salsa feito em menos de 5 minutos que estrelou lindamente o meu almoço. O toque de limão fez toda a diferença e trouxe mais vida a combinação que para mim já era vencedora. Rápido, prático e delicioso! Perfeito para dias corridos? Sim, mas também para todos os outros!

Beijos para vocês!

Tempo de preparo: 10 minutos
Rendimento: 2 porções

Ingredientes

200g de linguine fresco

Para o pesto

1 maço de salsinha
1 punhado de manjericão
Raspas de 1 limão siciliano
Queijo grana padano a gosto
1/4 xícara de pinoles levemente tostados
Azeite de oliva até dar o ponto
Pimenta do reino moída na hora a gosto
Sal a gosto

Modo de preparo

1. Em uma panela grande, coloque 2 litros de água e 1 colher (sopa) de sal. Leve ao fogo alto. Quando a água ferver, coloque o macarrão e deixe cozinhar conforme as instruções da embalagem. Cuidado para não deixar o macarrão cozinhar demais, ele deve ficar al dente.

2. Para o pesto, bata todos os ingredientes no processador. Sirva com o linguine.

Obs: Pode ser que sobre um pouco de pesto. Guarde-o em um recipiente com tampa e guarde na conserve-o na geladeira por até 5 dias.




Print Friendly and PDF

terça-feira, 29 de julho de 2014

Torta de Frutas Vermelhas e Mel



A vida continua tranquila aqui em terras canadenses. O verão nos trouxe dias chuvosos na última semana, mas que vieram em boa hora para terminar a decoração da nossa nova casa e comprar tudo o que faltava. Os dias longos têm nos ajudado a fazer tudo o que é preciso e é claro, aproveitar as boas temperaturas ao ar livre. A Praliné está super adaptada e adora passear nos parques perto de casa. A vida é boa e nós podemos dizer que a decisão foi mais que acertada.

Tenho tido mais tempo para cozinhar e isso me deixa muito satisfeita, mas o que mais tenho feito é procurar novos marchés, épiceries, boucheries, fromageries e afins. Os Quebecois valorizam muito o que produzem aqui e é muito interessante constatar que nessa época do ano as feiras, supermercados, delis, etc, têm muito orgulho em expor e vender os produtos feitos nas proximidades. Os morangos e framboesas da Île d'Orléans por exemplo, têm presença garantida toda semana aqui em casa. Os queijos de Charlevoix nunca faltam na minha geladeira e/ou despensa. Os mirtilos do Lac-St-Jean. O pato  e o foie gras da Canard Goulu, o xarope de bordo (ou o famoso maple syrup) feito por toda a província. O salmão defumado da Fumerie Québecoise....e por aí vai. Poderia fazer um post inteiro só com as delícias feitas por aqui. Eu tenho me esbaldado e tenho esboçado um certo orgulho também. No Brasil eu já adorava provar tudo que nossa terrinha nos oferecia, agora imagina aqui que quase tudo é novidade? Adoro!

Bom, e a receita de hoje tem um pouco disso. Fomos na Île d'Órleans semana passada para colher morangos e acabei voltando com todas essas frutinhas lindas na minha cesta de compra. Como o Amore já estava me pedindo há muito tempo uma torta de morangos, decidi que elas seriam parte dessa sobremesa e o resto eu faria o que tenho feito toda semana: Comê-las em frente a TV ou lendo um livro! A torta foi um sucesso e as frutas recém colhidas brilharam ainda mais nessa sobremesa. Foi uma ótima forma de aproveitá-las e deixar o meu Amore mais feliz. Melhor impossível, não é mesmo?

E vocês, também gostam de aproveitar o que a sua região produz?

Beijos e boa semana!



Tempo de preparo: 30 minutos
Tempo de forno: Aproximadamente 20 a 25 minutos
Rendimento: 6 porções

Ingredientes para a massa (Pâte Brisée)

200g de farinha de trigo
1/2 colher (chá) de sal
100g de manteiga sem sal, gelada
1 ovo, levemente batido
Cerca de 2 colheres (chá) de água


Ingredientes para o recheio (Crème Patissière de mel)

1 e 1/2 fava de baunilha
30g de amido de milho
75g de mel
350ml de leite
4 gemas


Chocolate branco derretido para a montagem
Frutas vermelhas para a decoração

Modo de preparo

1. Comece pela massa. Peneire a farinha de trigo com o sal e misture a manteiga com a ponta dos dedos até formar uma farofa. Junte o ovo e a água suficiente para dar liga. Ele deve soltar das mãos. Forme uma bola, cubra com papel filme e leve ao refrigerador por pelo menos 60 minutos. 

2. Enquanto a massa descansa, prepare o recheio. Abra as favas de baunilha ao meio e raspe os grãos. Coloque em uma panela 250ml de leite, use os 100ml restante para dissolver o amido de milho, então agregue ao restante do leite na panela, acrescente metade do mel e adicione os grãos e a fava de baunilha. Leve ao fogo e deixe ferver por 2 a 3 minutos sempre batendo com um batedor manual. Numa tigela grande, bata as gemas por 3 minutos com o restante do mel. Regue com um pouco do leite, sempre batendo. Coloque a mistura novamente na panela e deixe cozinhar sem parar de bater. Quando ferver, retire do fogo. Retire as favas de baunilha e deixe o creme esfriar em uma tigela mergulhada em um recipiente com gelo coberta com papel filme rente a superfície do creme para não criar uma película sobre o creme pronto. Reserve.

3. Após o período de descanso, polvilhe uma superfície de trabalho com farinha e abra a massa com a ajuda de um rolo. Forre o fundo e as laterais de uma forma com fundo falso. Fure o fundo com a ajuda de um garfo. Leve a geladeira novamente por aproximadamente 15 minutos.

4. Pré aqueça o forno a 190 graus. Cubra a massa com papel alumínio ou papel manteiga e coloque feijões em cima para que a massa não cresça. Leve ao forno por aproximadamente 15 minutos, retire o papel alumínio e os feijões e deixe assar por mais 10 a 15 minutos, ou até a massa começar a dourar. Retire do forno e deixe esfriar completamente.

5. Para a montagem, pincele o fundo da massa com chocolate branco (isso evita que o recheio deixe a massa muito mole) e cubra com o recheio. Decore com as frutas da sua preferência e sirva.


Print Friendly and PDF

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Bolo de limão



Mais um bolo de limão. Não me canso deles e não consigo comprar limões sem pensar em preparar um aqui em casa. Óbvio que a mudança de apartamento no início do mês também tem muito a ver com isso. Casa nova, móveis novos, eletrodomésticos novos, um fogão com um forno maravilhoso e claro, toda aquela empolgação de estar em um lugar novo e que é a nossa cara, me deixam muito mais inspirada a cozinhar. E além de tudo, cheiro de bolo assando é arrasador, não é mesmo? Eu adoro!

Esse é um daqueles bolos bem coringas, super fofo e perfeito para acompanhar uma xícara de chá ou café; para comer no fim da tarde enquanto você lê, ou só quando você quer curtir o jardim e a casa. A massa é super fácil de fazer e com a adição do buttermilk, deixa o sabor do limão muito mais pronunciado. Eu realmente tenho aderido ao buttermilk quando vou assar um bolo, principalmente se uso bicarbonato de sódio. O resultado é sempre um bolo bem macio e saboroso. 
O glacê é opcional mas se você, assim como eu, é amante dos sabores mais cítricos, ele acaba sendo indispensável. 

Enfim, o fim de semana chegou, já tenho uma parte do café da manhã pronta...quem sabe não coloco um pouco de ação na minha "to do list". E vocês, grandes planos?

Beijos e bom fim de semana!



Tempo de preparo: 15 Minutos
Tempo de forno: 50 a 60 minutos
Rendimento: 12 porções
Quase nada adaptada daqui

Ingredientes

1 xícara de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
2 xícaras de açúcar
5 ovos
3/4 xícara de buttermilk*
1/2 xícara de suco de limão (eu usei siciliano)
Raspas de 2 limões (eu usei siciliano)
3 xícaras de farinha de trigo
1 colher (chá) sal
1/2 colher (chá) fermento em pó
1/2 colher (chá) bicarbonato de sódio

Ingredientes para o glacê de limão

2 xícaras de açúcar de confeiteiro
3 a 4 colheres (sopa) de suco de limão (usei tahiti)

Modo de preparo

1. Pré aqueça o forno a 175 graus. Unte com manteiga e polvilhe com farinha de trigo as formas que for usar (no meu caso eu usei a da foto e mais 2 menores em formato de bolo inglês).

2. Misture o buttermilk com o suco de limão e as raspas de limão. Reserve. Misture a farinha de trigo, o sal, o fermento e o bicarbonato. Reserve.

3. Na batedeira, com o acessório raquete, bata a manteiga com o açúcar até obter um creme claro e fofo, aproximadamente 5 minutos. Acrescente os ovos, um a um, adicionando o próximo apenas quando anterior estiver completamente incorporado. Diminua a velocidade da batedeira e acrescente a mistura da farinha de trigo, em 3 adições, intercalando com a mistura de limão e buttermilk. Comece e termine com a farinha. Distribua nas formas preparadas e leve ao forno por mais ou menos 50 a 60 minutos, ou até que ao fazer o teste do palito, o mesmo saia seco. Retire do forno e deixe esfriar completamente.

4. Para o glacê, misture os dois ingredientes e distribua sobre o bolo já frio.

Obs.: * Se você não encontrar o buttermilk pronto, misture 1 colher (sopa) de suco de limão com 1 xícara de leite. Deixe descansar por 10 minutos e estará pronto para uso. Lembre-se que na receita você só usa 3/4 xícara, ok?

Print Friendly and PDF

domingo, 13 de julho de 2014

Panna Cotta com Compota de Cerejas



Gosto da experiência de ver e viver 4 estações bem distintas, cada uma com sua particularidade e beleza ímpar. Gosto de apreciar o renascimento e a mudança do verde novo e vivo da primavera, as tulipas dando espaço para as flores da próxima estação. Gosto de escutar as rápidas e intensas chuvas de verão, de piqueniques no parque em dias ensolarados. Me sinto presenteada com a mudança das cores dando boas-vindas ao outono, da comida reconfortante que a estação pede, de uma taça de vinho para prolongar a noite após um longo dia. E o inverno, esse também traz sua beleza particular. As paisagens brancas, os dias de céu azul contrastando com a neve que caiu no dia anterior, as árvores cobertas com o que você pode quase afirmar ter sido uma tempestade de algodão. Resumindo...é impossível não se deslumbrar com o que a natureza nos oferece ao longo do ano

Mas melhor do que tudo isso, é poder aproveitar tudo o que cada estação traz a nossa mesa, cada uma nos apresenta o que de melhor a natureza pode oferecer e eu estou fascinada com o que posso fazer com cada alimento em seu auge. 
Estamos no verão e o perfume dos morangos recém colhidos figuram por toda a cidade, desde grandes supermercados às épiceries de cada quartier. São os meus preferidos! Sem falar dos mirtilos, framboesas, amoras, pêssegos, damascos suculentos, ameixas e suas variações, milho, alcachofras, berinjelas, abobrinhas de todos os formatos e cores...e os tomates? Oh mon dieu, os tomates merecem um capítulo a parte. E claro, como o post sugere, cerejas. De diversas cores e formatos, elas não faltam na minha geladeira. Doces, suculentas e intensas. Ahh, e o melhor? CAD 5,00/Kg. Então eu me dou ao luxo de usá-las em compotas, bolos, saladas e o que mais gosto, comê-las puras em frente a TV ou enquanto aprecio o jardim lá fora.

A panna cotta na verdade foi só um pretexto para usar a compota. Apesar de ser uma das minhas sobremesas favoritas (leia-se: fácil de preparar e deliciosa!), ela não tinha aparecido em minha cozinha desde que mudei para cá. Mas nunca é tarde, não é mesmo? Essa panna cotta em particular foi a melhor que já fiz! Muito cremosa e com a quantidade de açúcar ideal para receber as cerejas que já trazia todo o doce que você vai precisar...pontos para a panna cotta e um troféu para a compota! Com certeza uma sobremesa que vai aparecer outras vezes por aqui.

Beijos para vocês e bom domingo!



Tempo de preparo panna cotta: 10 minutos
Tempo de preparo compota: 15 minutos
Tempo de descanso: 6 a 8 horas
Rendimento: 6 porções (ou 4 para os mais gulosos...como eu!)

Ingredientes da panna cotta

3 folhas de gelatina
2 xícaras de creme de leite com 10% de gordura
1 xícara de creme de leite com 35% de gordura
1/3 xícara de açúcar granulado
1 fava de baunilha (opcional)

Ingredientes para a compota

2 xícaras de cerejas, sem caroço
2 colheres (sopa) de açúcar
2 colheres (sopa) de licor de framboesas (opcional)

Modo de preparo

1. Hidrate as folhas de gelatina em água gelada e deixe descansar por 5 minutos. 

2. Leve ao fogo muito baixo, o creme de leite (10% de gordura) com o açúcar e a baunilha, até que o açúcar dissolva. NÃO deixe ferver. Se você perceber que a mistura está começando a levantar fervura, retire do fogo imediatamente para esfriar. Uma vez que a gelatina estiver hidratada, escorra bem e adicione à mistura para que dissolva. Cuide para não deixar ferver. Quando a gelatina dissolver, retire do fogo e misture o creme de leite restante. Descarte a fava de baunilha e distribua a mistura nos recipientes em que você for servir. Leve à geladeira por pelo menos 6 horas para firmar.

3. Prepare a compota enquanto a panna cotta está na geladeira. Leve ao fogo baixo as cerejas e o açúcar. Deixe cozinhar por 10 minutos. Retire as cerejas da panela e devolva o líquido ao fogo. Deixe reduzir até que fique com consistência de calda. Retire do fogo e acrescente o licor (se for usar...mas eu recomendo). Devolva as cerejas a calda e deixe descansar em temperatura ambiente até esfriar. Leve a geladeira até a hora de servir.

4. Sirva a panna cotta acompanhada da compota



Obs.:

  • Se você não encontrar o creme de leite 10%, substitua por 1 e 1/2 xícara de leite integral e aumente o creme de leite 35% para 1 e 1/2 xícara;
  • Essa receita funciona muito bem se saborizada com raspas de limão ou laranja. Para servir com a compota, sugiro usar laranja;
  • Apesar de desenformada a panna cotta ficou muito cremosa, portanto mesmo que decida servir em copinhos, sugiro não reduzir a gelatina;
  • A compota pode ser usada para acompanhar sorvetes, queijos (com queijos a base de leite de cabra, funciona muito bem!), bolos, etc.


Print Friendly and PDF
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...