sexta-feira, 19 de maio de 2017

Bolo Infiniment Vanille...ou o perfeito bolo de fava de baunilha...




Como já diria o poeta, as coisas simples são as mais extraordinárias. Eu concordo. 100%. Nada melhor do que uma fatia de bolo simples e uma xícara de chá. Numa tarde chuvosa e com um meu Amore lado? Difícil ficar melhor! Talvez um jantarzinho com o Amore, uma taça de vinho e uma fatia de pão italiano com manteiga da fazenda. Não precisa de muito para eu considerar isso como uma combinação perfeita. 

Apesar de ser fà de uma confeitaria técnica, acho que eu tenho cada vez mais apreciado os sabores clássicos, de base. Esses ingredientes, que muitas vezes chamamos de simples, como o sabor da baunilha, se bem escolhidos e trabalhados, podem se tornar uma sobremesa elegante e de sabor inigualável! Mas pensando bem, o que define uma boa sobremesa? A estética, beleza, ou sabor? Um conjunto dos três? Cada um de vocês vai ter uma opinião diferente, mas o fato é que cada vez mais os chefs confeiteiros tem explorado os sabores clássicos e nos oferecido experiências inesquecíveis em termos de sabor, textura e claro, um pouco de tradição. É o caso do Cedric Grolet, chef confeiteiro do Le Maurice, em Paris. Esse chef super talentoso escolhe um ingrediente e o faz ser o centro das atenções em sua sobremesa. Assim o faz com sua torta de maçã, suas sobremesas a base de avelãs e por aí vai. Tudo pode parecer bem simples em termos de sabor, mas a técnica envolvida e a escolha dos melhores ingredientes, fazem com que suas sobremesas sejam uma verdadeira experiência gastronômica. Outro dessa mesma linha é uma inspiração para qualquer confeiteiro ou apreciador dessa arte, estou falando do Pierre Hermé. Desde que pisei em sua patisserie e provei o entremet de limão e sua torta infiniment vanille, tive certeza que isso não era uma tendência, era sim a confeitaria de verdade! Aquela que não esconde sabores, é a confeitaria que os valoriza! 



Esse bolo de baunilha é um excelente exemplo dessa escola. Essa receita do Pierre Hermé, que em primeiro momento pode parecer simples, o que ele efetivamente é, e o sabor robusto da baunilha e a umidade que a farinha de amêndoas proporciona, fazem dele "O" bolo de baunilha. E não, não estou exagerando. Desde o aroma das favas de baunilha sendo abertas, até o primeiro pedaço, eu me surpreendi. É definitivamente o melhor bolo de baunilha! Aqui você não pode querer economizar, use a melhor fava de baunilha que encontrar, de preferência Bourbon ou Madagascar e não se apresse nas etapas de preparação. Eu garanto que vai valer! Afinal de contas é uma receita do Pierre Hermé e ele sabe o que faz! Esse, como a maioria dos bolos desse tipo, ficam melhores no dia seguinte, quando os sabores se misturaram mais e os aromas ainda presentes te deixam feliz em ter guardado um pedaço para depois. A primeira vez que fiz essa receita, usei uma forma grande e servi fatias acompanhadas de chantilly batido, com fava de baunilha é claro, e algumas frutas frescas para complementar. Morangos são uma perfeita opção, mas fiquem a vontade em fazer outros pares, mas não se preocupem, ele é perfeito sozinho, com aquela xícara de chá do inicio da nossa conversa...

Beijos para vocês e boa sexta!
Stef



Tempo de preparo: 15 minutos
Tempo de forno: 45-50 minutos (para uma forma de 20x8cm) ou 25 minutos para as formas como a da foto

Ingredientes para o bolo

25ml de leite integral
2 favas de baunilha
170g de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
125g de açúcar refinado
170g de farinha de amêndoas
2g de sal
3 gemas de ovo
1 ovo inteiro
3 claras de ovo
40g de açúcar cristal
80g de farinha de trigo

Ingredientes para a calda

100g de água
30g de açúcar
1 fava de baunilha

Modo de preparo

1 - Abra as favas de baunilha e coloque em uma panelinha com o leite. Leve ao fogo médio e quando levantar fervura, desligue o fogo, cubra com um papel filme e deixe fazer uma infusão por pelo menos 10 minutos.

2 - Pré aqueça o forno a 165ºC. Unte e enfarinhe uma forma em formato de bolo inglês, ou 6 formas menores. Reserve.

3 - Na batedeira, bata a manteiga com o açúcar até obter um creme claro e fofo, mais ou menos 5 minutos. Acrescente a farinha de amêndoas e bata, em velocidade média, por mais 5 minutos. Acrescente as gemas, o ovo inteiro e a infusão de leite e baunilha (descarte a fava e deixe-a secar para outro uso - como por exemplo, colocar no açúcar). Bata por mais 2 minutos e reserve.

4 - Bata as claras em neve com o açúcar cristal até obter um merengue firme. Incorpore o merengue gradualmente à mistura de manteiga e amêndoas. Finalmente, acrescente a farinha de trigo e misture delicadamente. Transfira a mistura para a forma, ou forminhas, preparadas e leve ao forno até que ao fazer o teste do palito, o mesmo saia seco. Mais ou menos 45-50 minutos para a forma grande e uns 25 minutos para as menores. Cada forno é diferente, então tome o cuidado de checar o ponto com mais ou menos uns 5 minutos antes do tempo total.

5- Retire do forno e deixe esfriar por mais ou menos uns 15 minutos. Vire a forma em uma gracinha e desenforme o bolo.

6 - Enquanto o bolo assa, prepare a calda. Abra a fava de baunilha e retire as sementes. Leve todos os ingredientes ao fogo até que o açúcar dissolva. Retire do fogo e deixe fazer uma infusão por mais ou menos uns 15 minutos. 

7 - Quando a calda estiver morna, pincele o bolo com a calda e deixe descansar por pelo menos 1 hora antes de cortá-lo. 

8 - Sirva acompanhado com chantilly e frutas frescas!

Bon appétit! 







Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...